domingo, 16 de setembro de 2012

Sobre o livro O Último Mergulho


Caros amigos leitores do Blog, hoje o post é para compartilhar uma das minhas leituras recentes. O livro O Último Mergulho, de Bernie Chowdhury, Editora Record (http://www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?nitem=592996&sid=8757150751491184355499646).

Este é um livro incrível, fascinante. Conta a história real de Chris e Chrissy Rouse, pai e filho que integravam uma experiente equipe de mergulho e portaram suas habilidades em caverna para os naufrágios. Ambos morreram em 1992 ao mergulharem num ponto da costa de Nova Jersey e Nova York em busca de reconhecimento junto a comunidade de mergulhadores, tentando descobrir a identidade e o diário de bordo do capitão de um U-Boat, submarino tipicamente utilizado na Segunda Guerra Mundial, apelidado como U-Who. Anos depois do incidente, o mergulhador John Chatterton, descobriu a verdadeira identidade do U-Boat, o U-869 (http://pt.wikipedia.org/wiki/U-869).

O autor e também mergulhador Bernie Chowdhury faz um maravilhoso relato sobre a vida de pai e filho, suas aventuras, qualidade e defeitos no fundo do mar. Um misto de autosuficiência, ter de provar um ao outro em todo o momento, em todas as situações, que viviam um mundo particular debaixo d´água.

Ao mesmo tempo Chowdhury traz relatos de outros experientes mergulhadores e suas próprias aventuras. Como por exemplo, as expedições ao Andrea Doria (http://pt.wikipedia.org/wiki/SS_Andrea_Doria), um dos mais famosos naufrágios, que atrai muitos e muitos adeptos do esporte.

O livro é um excelente material para estudar mais sobre o fascinante mundo do mergulho. Ele traz muitos relatos que ajudaram as agências a aperfeiçoarem a regulamentação deste esporte por todo o mundo. As histórias retratam os desafios de realização de mergulhos em altas profundidades, acima dos 60 metros, técnias utilizadas, e os usos dos diferentes gases (Nitrox, Trimix).

Na minha opinião toda e qualquer pessoa que queira se aventurar a obter uma certificação, seja qual a for a certificadora, deve ler. Pois ele é um grande alerta para uma série de episódios que poderão ocorrer em qualquer de suas aventuras, bem como, as medidas que você deve realizar para fazer um mergulho tranquilo e seguro. Hoje, tenho visto muitos mergulhadores cometerem erros como dos Rouse, demonstrando excesso de autosuficiência, em muitos momentos boas doeses de arrogância e prepotência, e que por acumular um bom número de mergulhos achar que não precisa aprender mais nada, que não precisa seguir regras, procedimentos padrão e etc. E o livro mostra, que estes excessos são os grandes vilões dos mergulhadores.

Para mim, além destas lições aprendidas, o livro me causou um certo impacto psicológico. Logo depois de terminar a minha leitura fui mergulhar na Laje de Santos pela primeira vez, e por conta de uma série de situações de stress abortei o primeiro mergulho e quase não fiz o segundo, mas isso é história para um dos meus próximos posts.

Bem, não quis relatar muita coisa sobre os detalhes do livro para não estragar a surpresa, apenas sugiro que você meu amigo leitor, compre-o e aproveite. Vale a pena.

E para me despedir evoco a célebre frase de Sócrates que é um guia na minha vida sempre "Só sei que nada sei, porque nada sabei".

Até a próxima!

Andrea Doria

Mergulhador John Chatterton, descobridor do mistério do U-Who


Bernie Chowdhury, mergulhador e autor do livro


Ilustração do U-869

Nenhum comentário:

Postar um comentário